O Inter já anunciou cinco contratações para a temporada de 2020: os laterais Rodinei e Moisés, o volante Musto, o meio-campista Thiago Galhardo e o atacante Marcos Guilherme. Porém, os reforços não vão parar por aí. No mínimo mais dois jogadores devem ser contratados pelo clube para completar o grupo que enfrentará o longo calendário do futebol brasileiro.

A avaliação interna é de que existe a necessidade de contratar ao menos mais um centroavante e um meio-campista. Além disso, não é descartada a vinda de mais um zagueiro para compor o elenco.

Com pouco dinheiro em caixa, o Inter tem mantido um padrão em suas negociações. Os alvos são sempre jogadores em fim de contrato, casos de Marcos Guilherme e Thiago Galhardo, que rescindiram seus vínculos com Al-Wehda e Ceará, respectivamente, ou empréstimo, casos de Musto, Moisés e Rodinei.

A partir disso, segundo os dirigentes colorados, existe uma grande dificuldade para fazer altos investimentos. A falta de poder aquisitivo, por exemplo, foi o que impossibilitou a contratação de Nacho Fernández, junto ao River Plate-ARG.

Confira a situação das negociações coloradas:

Charles Aránguiz — É o sonho para essa temporada. Com contrato encerrando junto ao Beyer Leverkusen e sem perspectiva de renovação, o jogador tem sua situação monitorada pelo time colorado. Um pré-contrato já foi oferecido. Com uma lesão muscular na panturrilha, o atleta está em recuperação e só deve retornar em março. A diretoria colorada quer utilizar isso para antecipar a chegada do jogador, caso acerte a sua contratação.

Nacho Fernández — O Inter está fora do negócio. Após as insistentes investidas para contratar o atleta do River Plate, o departamento de futebol colorado desistiu. O clube argentino só aceitaria liberar o jogador por 15 milhões de euros (cerca de R$ 70 milhões), valor da multa rescisória. A tendência é de que ele aceite a renovação proposta pelo River, que oferece um salário de 2 milhões de dólares (R$ 8,3 milhões) anuais para o meia.

Centroavante — Há uma convicção dentro do Inter de que existe a necessidade de contratar mais um camisa 9. A ideia parte do princípio de que, no atual elenco, apenas Paolo Guerrero é homem da função. Lucas Pratto e Deyverson foram nomes sondados, mas nenhuma das negociações evoluiu.

Zagueiro — Mesmo subindo o jovem Pedro Henrique, o departamento de futebol colorado analisa a contratação de um zagueiro para grupo. Hoje, Rodrigo Moledo e Víctor Cuesta tem como companheiros Roberto e Pedro Henrique para as atividades de pré-temporada. A partir de fevereiro, Bruno Fuchs se juntará ao elenco colorado. Atualmente ele está com a Seleção Brasileira sub-23, que disputará o Pré-Olímpico, na Colômbia.